Quem somos?

         O centro São Joao Bosco nasce do espírito oratoriano de São Joao Bosco, que funda a congregação dos salesianos em Itália.  É um ambiente religiosamente fervoroso e moralmente sadio, que envolve as crianças e aos jovens em sua totalidade para as orientar com profundidade e decisão de forma a possuir a vida celestial, num clima de religiosidade, de razoável amabilidade, de alegria, e de expansão livre e juvenil . É uma forma de preservação, redenção e salvação humana e cristã dos jovens, uma autêntica forma de educação.

O Oratório é um programa completo de ajuda material e apoio familiar, de evangelização e de convivência, de cultura e de missão, em suma, uma comunidade onde encontrar amigos e ser feliz.

Fins

Dar aos jovens e as crianças um ‘amigo’ que vigie por eles, que os assista e os instrua em religião. É uma obra educativa própria e verdadeira, de uma eficácia redentora individual e de amplo alcance social. Em outras palavras, o fim do Oratório consiste em formar “bons cristãos e honrados cidadãos”.

Objetivos

  • Aprofundamento da fé,
  •  Formação na piedade mariana,
  •  Assumir um compromisso de vida cristã.
  • Deve cumprir a função de ambiente educativo integral que engloba a todo o jovem, que deve encontrar a possibilidade de um desenvolvimento das suas qualidades e interesses

Local de funcionamento

         O Nosso centro funciona atualmente na Igreja Nossa Senhora da Assunção, paroquia de Santiago, Almada. Foi uma iniciativa do Padre Marco Luis, atual pároco desta igreja.

Atividades

         Reunimo-nos todos os sábados de tarde. Damos início com as boas tardes: é um momento para rezar e instruí-los na Fé com alguma história ou vida dos santos. A seguir oferecemos um momento de trabalhos manuais, cozinha e outras atividades que ajudam ao desenvolvimento das capacidades de cada criança. Depois partilhamos o lanche e por último fazemos jogos e brincamos em um ambiente de muita alegria.

Monitores        

Este centro conta com a coordenação duma equipa formada pelo pároco, o Padre Marco Luís, as irmãs do Instituto do Verbo Encarnado, e uns casais jovens da paróquia